---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


Quarteto vocal de ABV é destaque na região

Publicado em 31/08/2018 às 13:52 - Atualizado em 31/08/2018 às 13:52


Créditos: Fundação Cultural Camponovense Baixar Imagem

Quatro alunos das aulas de vocal do Centro de Cultura de Alto Bela Vista iniciaram uma caminhada para uma carreira promissora. Sob as orientações do professor Juliano Cunha eles destacam-se em apresentações culturais na região e a expectativa é de muito sucesso para o grupo.

A ideia surgiu de uma proposta da diretoria do Centro de Cultura. “Eles me procuraram para fazer um trabalho de vocal específico para alguns alunos que faziam apresentações aqui e precisavam especializar-se. A princípio seriam aulas individuais para melhorar a técnica, desempenho e afinação, mas logo surgiu a ideia de fazer um grupo e somar o talento individual de cada um” relata o professor Juliano.

O grupo nasceu no primeiro mês de aula, em março de 2018, e agora eles trabalham um repertório mais amplo para divulgar em outras cidades da região. A primeira apresentação aconteceu no dia 11 de abril, no aniversário do Centro de Cultura. Com somente um mês de ensaios o grupo foi muito aplaudido pelo público que lotou o auditório. Em julho, o grupo apresentou-se na 1ª Audição e Noite Cultural, em Campos Novos/SC, acompanhados pelo grupo de Violinos da Fundação Cultural Camponovense.

O quarteto é composto por Marina Hoffmann, Mateus Marchesan, Raíssa Gastmann e Rodrigo Castro. O professor tece seus elogios ao grupo: “Trabalhar com eles é espetacular pois além do talento, da facilidade em pegar as dicas e gostar de cantar, eles fazem isso com uma diversão que contagia e deixa o ambiente divertido e agradável para as aulas”.

Rodrigo Castro, o porta-voz do quarteto, diz que a dinâmica das aulas torna o grupo unido. “Nós podemos dar opinião e sugerir repertório. O professor Juliano tem experiência e buscamos acatar tudo o que ele fala, ele consegue nos guiar para o melhor lado”.

O trabalho vai muito além do resultado final de uma apresentação no palco. São quatro cantores com identidades musicais próprias e o principal desafio é tornar harmonioso o conjunto. “O Rodrigo tem um potencial muito forte, com uma boa extensão vocal. Marina tem talento absurdo, um agudo que se destaca, além de ser afinadíssima. A Raíssa é nossa caçula e nasceu com um talento incrível pois ela consegue atingir as notas mais altas do grupo além de pegar muito fácil as orientações. O Mateus tem um conhecimento musical muito grande, ele ouve muitas canções e estilos diferenciados, então sempre tem ideias e sugestões de repertório” relata Juliano.

Os convites começaram a surgir após as primeiras apresentações. “Quando estamos no palco a gente se concentra e tenta lidar com o nervosismo” contou Rodrigo.

O grupo é novo e como o repertório de músicas é pequeno eles fazem participações em eventos culturais. “Em um ano teremos mais canções para tonar-se um grupo comercial e fazer shows” finaliza Juliano.

A próxima apresentação do grupo será em Concórdia, na Femix, dia 08 de setembro a partir das 19h. 


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar