---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


Campanha Chega de Bullying na EMEB Sonho Encantado

Publicado em 31/08/2018 às 13:18 - Atualizado em 31/08/2018 às 13:18

A campanha iniciou em agosto e terá atividades até dezembro.

A iniciativa é da Gerência de Assistência Social, através do Centro de Referência em Assistência Social-CRAS e Gerência de Educação, com apoio da Polícia Militar de Alto Bela Vista.

Segunda Camila Seibt de Oliveira, psicóloga da equipe, o bullying é um tipo de violência que pode ser física ou psicológica e pode causar muitos danos aos que sofrem com isso. “É importante estar ciente que nesses casos não é só a vítima que precisa de ajuda, mas o agressor que pratica o bullying também precisa de atenção” frisa ela.

A campanha surgiu de uma demanda da escola com a ideia de agir preventivamente para que todos tenham o máximo de informações possíveis para não passar por isso e tampouco permitir que essas situações ocorram. “Estamos trabalhando para conscientizar todas as crianças que frequentam a escola e a partir disso disseminar as informações aos seus amigos, familiares e todos da sua rede, deixando claro que não devemos ficar calados diante de uma situação de violência” relata Camila.

A didática de trabalho envolve várias etapas. A assistente social Eduarda Nicolli Miotto explica que “foi trabalhado em sala de aula durante duas semanas com base em uma cartilha previamente aprovada pelos professores, após essa etapa foi iniciado o monitoramento onde os próprios alunos revezam-se nos intervalos para monitorar atitudes que caracterizam bullying, e os professores trabalharão atividades e exposições em um mural. Mais tarde eles aplicarão um questionário com suas famílias e em dezembro encerraremos o projeto neste ano”.

A professora Ilizandra Dahmer, que atualmente atende as turmas de pré-escola e quinto ano, participa da campanha: “As crianças veem com outros olhos esses profissionais que vem de fora para nos ajudar e conversar, e percebemos a importância que é estar falando sobre esse tipo de violência que nós sofríamos quando crianças e não tínhamos conhecimento”. “O mais bacana é que já percebemos resultados positivos nos relatos dos alunos do quinto ano. São eles que vão orientar os pais, amigos, as pessoas na rua, os idosos... eles que vão intervir na sociedade” relatou a Professora.

A Polícia Militar está auxiliando no desenvolvimento das atividades. “Para nós foi muito bom o convite por ser uma oportunidade de trabalharmos na prevenção e ter uma maior aproximação com as crianças para que percebam que a Polícia Militar está aqui para protegê-los e elas podem vir nos pedir ajuda” destacou o Policial Godoi. A interação com a PM ocorre também nos cursos do Proerd. “Esperamos que essas crianças que estão participando da campanha se desenvolvam para que não ocorram situações de violência, refletindo futuramente em nosso trabalho, para termos uma sociedade melhor” finaliza o Policial.

As próximas etapas estão sendo executadas pela equipe na escola, com apoio dos professores e direção.


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar